Entenda o novo imposto de 25% sobre viagens e o que isso vai mudar para você

novo imposto sobre viagens

Com a notícia de mais um imposto sobre viagens, muitas pessoas estão vindo me perguntar se é verdade e como isso influência nas viagens.

Bom, a triste notícia é que: sim, é verdade 🙁

Mas calma, nem tudo está perdido!

Esse imposto incide sobre remessas bancárias para compras de serviços turísticos prestados por empresas no exterior. Então, falando de uma maneira mais fácil: esse imposto não influência em gastos feitos em dinheiro vivo ou com cartão de crédito no exterior.

Por exemplo, se você compra uma passagem de trem pela Eurostar, um ingresso para o Museu de História Natural de Nova York, um ingresso para a London Eye, ou qualquer compra realizada em sites do exterior no seu cartão de crédito, você não precisa se preocupar. Você só irá pagar o IOF (6,38%) como sempre.

Agora, quem o novo imposto vai influenciar: operadoras e agências de viagens. Pois eles fecham pacotes turísticos, e essas pacotes são pagos via remessa bancária internacional. E é nesse tipo de pagamento que o novo imposto de 25% entra (que na verdade acaba sendo de 33%).

Portanto, o preço só será mais caro se você comprar um pacote de viagens nas agências. E lembrando que pode ser em agências online que fazem reservas em hotéis como: Hotéis.com, Decolar e Submarino.

Então: qual é a alternativa?

Mais e mais vezes, o jeito é viajar por conta própria. Pesquisar muito sobre viagem por conta própria e deixar para pagar todas as suas despesas no exterior.

Por exemplo, você pode fazer a reserva do seu hotel pelo Booking. Nesse site você pode fazer apenas a reserva do hotel e deixar para pagar ele no check-out. E você pode fazer esse pagamento de duas maneiras: dinheiro vivo ou cartão de crédito. A diferença é com dinheiro vivo você irá pagar apenas 0,38% de IOF. Com o cartão de crédito irá pagar o IOF de 6,38%.

Maas… esse imposto ainda pode ser revogado. Já que a diferença do imposto para as agências é muito mais alto do que o cobrado no nosso cartão de crédito.

Eu só espero que eles abaixem esse imposto para 6,38% ao invés de aumentar o IOF do cartão de crédito para 25%!

Enquanto isso, vamos planejando a nossa viagem por conta própria.

E algumas dicas para ajudar você:

  • Aqui tem alguns ebooks e planilhas grátis que vão te ajudar à planejar a sua viagem, clique aqui para acessar.
  • Aqui tem alguns ebooks essenciais para quem vai para Orlando, clique aqui para acessar.
  • E não se esqueça de fazer um roteiro personalizado para a sua viagem, já que junto com o roteiro você vai ganhar uma consultoria. Assim vou te ajudar em todas as questões da sua viagem e evitar que você tenha gastos desnecessários! Clique aqui para saber mais 😉

 

Agora que você já entendeu melhor sobre esse novo imposto sobre viagens, compartilhe essa informação com seus amigos 😀

E qualquer dúvida, deixe nos comentários!

 

Com carinho,

Bruna


Atualização (02/03/2016):

Após pressão do setor de turismo, o governo resolveu baixar de 25% para 6% o imposto cobrado.

Para esclarecer, quase todas as passagens aéreas compradas para o exterior não deverão pagar esse imposto. Por causa de um acordo de reciprocidade dos países que operam no Brasil.

Outra coisa que está livre do imposto é compras no cartão de crédito em sites internacionais e pagamento de diárias em hotéis no exterior. Lembrando que compras pelo cartão de crédito já possui o imposto do IOF de 6,38%, então no fim das contas não vale a pena.

O que vale a pena é fazer pagamento das diárias em dinheiro no exterior, assim você não irá precisar pagar nenhum desses 2 impostos. Como já falado ali em cima, você pode fazer a reserva pelo Booking e só pagar na hora.

E lembrando que não paga esse imposto na compra de moeda estrangeira em espécie em casas de câmbio.

Apesar de ele ainda existir… Bem melhor esse imposto, não é?

Atenção!

Esse blog se mantém através de comissões por vendas. E você pode me ajudar a manter esse blog sem pagar nada a mais por isso. Muito pelo contrário, às vezes você irá pagar até mais barato. Eu tenho parceria com algumas empresas que vão facilitar a sua viagem, torná-la mais prazerosa e mais barata e eu ainda ganho comissão por isso. Dê uma olhada nos produtos que temos parceria:

Ingressos para Disney, Universal, SeaWorld e mais
Seguro-viagem
Aluguel de casa
Hotéis pelo Booking, onde você pode fazer reservas com cancelamento grátis
Hotéis que você pode parcelar em até 10x sem juros
Aluguel de carro
Chip para celular, onde você ganha frete de graça usando o cupom de desconto “takemetotravel”

Se você quiser cotação para qualquer um dos produtos citados acima, é só clicar em cima do que você precisa. Lembrando que posso fazer uma cotação sem compromisso algum, deixando livre para que você possa fazer a escolha que mais te agrada 😉

Além disso, temos o serviço de roteiros personalizados e consultoria de viagem. Se você fechar um pacote de viagem inteiro comigo, você ganha o roteiro personalizado para Orlando de graça! Entre em contato caso queira saber mais: contato@takemetotravel.com.br.

Mini-Curso Grátis com o passo a passo para planejar uma viagem para Orlando

Comentários

  • Duda Krauss

    tava mesmo querendo um post sobre isso!!
    eu tenho uma dúvida, li em algum lugar que o imposto incidiria quando você paga algo em moeda estrangeira, isso não precede então? E sobre passagens aéreas, dá pra comprar normal dos sites das cias aéreas e pagar no cartão sem pagar os 25%?
    thanks! xx

    • Bruna Buhatem

      Isso mesmo! Só vais pagar os 25% (que na verdade é a empresa que paga, mas que deve repassar esse valor pra gente) se tu comprar com agências ou sites que funcionam como agência que processam o pagamento em reais, mas que deveria ser na moeda do local que vais viajar. Mas se tu comprar passagens pela Tam (por exemplo), não muda nada. A mesma coisa acontece se tu comprar passagens aéreas pela EasyJet pelo próprio site da EasyJet, só vais pagar o IOF do cartão de crédito 🙂

      • Duda Krauss

        bom saber! muito obrigada amiga!! 😘😘😘